| entries | profile | affiliates | site |
São Paulo, independência, obrigações, distância.

quinta-feira, 9 de setembro de 2010


 Esse feriado de sete de setembro eu fiz uma viagem pra São Paulo. E olha, que viagem. Vi todas as minhas amigas e conheci tanta gente legal lá! Amei todos! Fiquei na casa de uma amiga minha que eu não via a uns 6 anos, foi bom revê-la. E ter visto as minhas meninas que eu espero pra ver a uns três anos foi maravilhoso também. Conheci tantas pessoas lá, e vou confessar: nunca imaginei que eu pudesse ser tão elogiada por paulistas por causa do meu sotaque carioca. É sério. Eu sempre pensei que quando eu chegasse lá todo mundo ia dizer "Cala a boca, seu sotaque me irrita. Sai daqui, volta pro Rio!", mas nossa, eu cheguei a ser apertada por causa do meu sotaque! Obviamente eu fui zoada e tiveram aquelas pessoas insuportáveis que me xingaram e disseram que era irritante, mas foram tipo, duas pessoas. E faz parte né, eu fiquei zoando eles também, então tá tudo certo. Tudo que eu falava que tinha S ou R eles repetiam e diziam que era lindo. HAHAHAHAHAHA Eu não aguentava mais falar Rexxxxtarrrrt, Xxxcracho, Forrrrrfun e Quarrrrrrterrrrr, tava engraçado já. E a discussão de bolacha x biscoito tava ótima também. (você paulista que está lendo, é BISCOITO, e não bolacha.) As festas lá eram ótimas, tive ótimas companhias, ótimos "roles". Com certeza é uma viagem que eu vou querer fazer mais muitas milhões de vezes! Mas haja dinheiro viu, porque eu voltei pobre de lá. Aliás, como tem ônibus e metrô hein? Gastei mais com transporte do que com compras, juro. Fui sozinha pra lá, me senti tão........ independente e adulta. Confesso que foi legal ficar por conta própria mas bom, vou me sentir mimada dizendo isso mas, senti falta da mamãe pra me ajudar nas coisas lá. Nossa, eu perdi meu celular chegando lá, queria um carro pra me levar pros lugares. Mas sentir o gosto da independência foi bem legal. Eu saía sem ter que dar satisfação pra ninguém, sem hora pra voltar, sem nada! Mas claro, eu tinha minas obrigações. Eu tinha que manter minhas coisas organizadas para não perder ou esquecer nada em São Paulo (já bastou o celular né?), tinha que contabilizar todo o meu dinheiro para não ficar sem até o fim da viagem....... Essa vida de gente grande é boa mas tem seus lados ruins né? Lá tem tudo o que eu gosto de fazer, sério. Então você deve estar se perguntando "Por quê ela não se muda pra lá?" mas sabe, eu sou completamente apaixonada pelo Rio de Janeiro. Não se se trocaria isso aqui sabe, a menos que fosse pra Londres, NY ou coisa assim. Mas se algum dia eu tivesse que me mudar pra São Paulo por causa de música, trabalho ou coisa assim, eu me mudaria. Mas obviamente ficaria alternando entre Rio e São Paulo. E haja dinheiro.
Acho uma droga a distância que existe entre Rio e São Paulo, e sinceramente eu sei que vai custar muito caro pro governo, mas eu não vejo a hora desse trem-bala ficar pronto. Ia ser tudo muito mais fácil se ele existisse logo. Eu tenho muitos amigos em São Paulo e agora fiz mais, então é muito ruim ter que esperar sempre muito tempo pra rever todos eles. SEIS ANOS pra rever a Mônica. Isso é muita coisa, meu Deus. Assim que esse trem-bala chegar a ficar pronto, (em 83728370190210 de anos quem sabe) eu vou todo final de semana passar em São Paulo. Tá, quase todo. Até lá já tô rica e tenho meu jatinho. Bom, esse papo de trem-bala me deu vontade de comer doce. Tá tarde, vou pegar uma balinha ali e vou dormir.

Marcadores: , , , , , , ,



Taby, 23:16 | back to top

0 - nothing personal

----

Hello there,

Bem vindo! Meu nome é Tabatha, mas pode me chamar de Taby se preferir.

Clique em PROFILE ali em cima pra ler mais :)



"Oh me, what eyes hath love put in my head, which have no correspondence with true sight. Or if they have, where is my judgment fled that censures falsely what they see aright?"

- William Shakespeare



website hit counter
website hit counters


Memory Lane