| entries | profile | affiliates | site |
Growing up.

quarta-feira, 27 de outubro de 2010




"Let's go to Neverland!"- É uma frase que eu espero ouvir já tem um certo tempo, mas acho que não vou ouvir mais. Ah gente, crescer é tão ruim... Já dizia a mamãe! Essa vida de adulto, responsabilidades, probleminhas, VOTAR! Isso tudo é muito chato. Eu queria voltar pra minha vidinha pacata e simples de criança. Brincar de boneca e ver desenho o dia todo, rir sem ter que fingir que está tudo bem, sem problemas, simplesmente viver. Não que eu não viva agora, mas viver como todo mundo deveria viver sempre. Eu não sei o que acontece com as pessoas com o passar dos anos, parece que todas esquecem da criança que um dia já foram. Algumas viram pessoas más, mesquinhas e cruéis, mas nem todos deixam de ter aquele pinguinho de luz, a inocência e doçura que restou dos velhos tempos. É tão gostoso quando a gente esbarra com um pedacinho da infância não é? Uma comida, um cheiro, um lugar, um filme, um brinquedo... Dá vontade de pegar o relógio, quebrar ele e pensar que o tempo enfim parou. Cada vez que entro em um simples contato com aqueles tempos que não voltam mais, eu me teletransporto de volta praquela época e as lembranças ficam por horas e horas arrancando sorrisos que no dia a dia são ocultos ou forçados devidos aos chatos problemas "de adulto". Lembro das minhas tardes quase noites assistindo Chiquititas todos os dias (inclusive no sábado com os melhores momentos da semana) e cantando todas as músicas; lembro de chegar do colégio e ver desenhos no Cartoon Network quando ainda era um canal legal; lembro de brincar de fazer poções de brincadeira com garrafas de bebibas alcoólicas lacradas. Minha infância foi incrível, não é a toa que sinto falta dela. Tenho medo desse mundo adulto que está por vir, trabalhos, dinheiro, contas pra pagar, stress todo dia... Eu não quero isso pra mim. Tenho medo de pegar o caminho errado e não conseguir fazer a trilha disso tudo direito. Fico ansiosa, mas não quero ter que enfrentar todas as coisas ruins que terei que enfrentar daqui pra frente. Desculpem a nostalgia, andei vendo muito filme da Disney esses dias e fiquei a pensar. Crescer infelizmente é inevitável, (já que não se pode fugir para a Terra do Nunca) mas nunca deixem que aquela criança um dia vá embora, até porque ela um dia pode ser a chave para que você entre na vida adulta e seja sempre feliz nela.

Growing up, won't bring us down.

Mas eu ainda quero o meu pó mágico, porque a fé e a confiança eu já tenho.

Marcadores: , , ,



Taby, 21:10 | back to top

0 - nothing personal

----

Hello there,

Bem vindo! Meu nome é Tabatha, mas pode me chamar de Taby se preferir.

Clique em PROFILE ali em cima pra ler mais :)



"Oh me, what eyes hath love put in my head, which have no correspondence with true sight. Or if they have, where is my judgment fled that censures falsely what they see aright?"

- William Shakespeare



website hit counter
website hit counters


Memory Lane